domingo, 31 de julho de 2011

Dança do Encontro com o Sagrado


O Encontro com o Sagrado tem nos trazido a reconexão, a paz e sobre tudo a manifestação do amor e da gratidão neste movimento de doação.
É notório que estamos bem sustentados e apoiados na Intenção do bem e contamos com a energia dos elementos e dos amigos espirituais que dançam cantam e nos embalam com compaixão e alegria, nos ajudando em cada mergulho.
Somos flores desabrochando a cada dia a descobrir-se em suas cores e fragrâncias... Se reencontrando na importância do sol, da chuva, da lua, da terra...
Em nossas vidas, em nosso crescimento e se permitindo fazer parte desta espiral ancestral de cura.
Descobrir-se na paz que flui das águas, ribeirões, lagoas, lagos, mares e cachoeiras.
Descobrir-se em cada movimento sua parte adormecida e trazendo-as para dançar na tribo do Encontro com o Sagrado.
Heiiiaaa.
Brisa Alegre

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Encontros com o Sagrado - 20 de julho de 2011

Sempre sinto uma enorme vontade inquietante de dividir o que experiencio, o que aprendo. E seguindo um pedido do meu coração é que nasceu o Encontros com o Sagrado.
O Encontros com o Sagrado tem a intenção de unir pessoas interessadas no Xamanismo, e nesses encontros teremos leituras de textos e temas xamânicos, orações, meditação na quietude e em movimento, Reiki xamânico, vivências, jornadas, sempre guiadas pelos sopros do vento, pelas batidas do coração da Grande Mãe, pelos sussurros da Mãe Água .
Sempre embalados ao som de músicas e instrumentos, lembrando que estaremos permanentemente em celebração, reverenciando cada dia como uma oportunidade de descobrir-se mais.
Estou certa que será um caminho de muitas ALEGRIAS.
Primeiro encontro: 20 de julho às 20hs (até 21:30)
Local : Cond. Moradas do Bosque- Edf. Pinho Silvestre – Salão de Festa
Vc é convidado! Peço-lhe que confirmem presença através do meu e-mail: v.aguazul@hotmail.com
Facilitador : Brisa Alegre

Amor e paz!
BRISA ALEGRE
"... que as estrelas nos guie nas noites escuras... (Xamã Alba Maria)

sábado, 2 de julho de 2011

Amor e paixão - Lindamente intrínsecos


Meus pensamentos são frutos de reflexão e que, na maioria das vezes, nasceram de algo que escutei ou li e que chamaram minha atenção enquanto trilho o caminho como buscadora da paz, da luz e do autoconhecimento.
Das coisas que já escutei uma delas ficou marcada e sempre retomo para alimentar-me. Trata-se da definição da paixão e do amor e a união destes sentimentos que se complementam lindamente.
O amor é o sentimento que me toma, e neste estágio de inundação interior, faz com que eu observe e sinta o mundo e todos os seres com um olhar que mistura a aceitação, o respeito, a compaixão, a solidariedade e tantas outras emoções intrínsecas neste sentimento maior. E assim, as cores vibram diferentes em meu coração que se une ao toque do coração da terra me convidando para a pacificidade interior que a tudo transforma.
Muitas vezes busco na meditação este momento de reequilíbrio para manter meu espírito realimentado e realinhado com luzes cor de rosa que circulam meu plexo cardíaco em espiral.
Já a paixão é o sentimento do fogo, do desejo. É o sentimento que aquece, acende, que faz a pele arrepiar. Os olhos brilham com força e o corpo expande-se em calor. A paixão é o tesão pela vida, pelas coisas que amamos fazer, criar. É este sentimento que nos mantém no ápice da vontade própria e do prazer, e nos motiva à busca interior e a conquistas gigantes.
O amor sozinho é um mar sereno e sobrevive fraternalmente sem a paixão.
Já a paixão sozinha morre rapidamente porque ela aquece tanto que incendeia e com rapidez desaparece fugaz.
A paixão no amor, juntos, propaga-se equilibrados e se mantém numa dança de completude e solidez.
A paixão é como sal que não podemos consumir sozinho em grande quantidade, pois nos leva à morte, mas como tempero trás ao paladar a força do sabor já existente nos alimentos.
Com amor e paixão,
Brisa Alegre- Julho/11