domingo, 29 de maio de 2011

Abre-se o meu casulo...

Abre-se o meu casulo... E eu começo a sair para a vida... Desabrochar...
Resistente ao toque do chão no pé descalço, à chuva sagrada ... assim eu cheguei: Vania
Transformando-me em uma Brisa Alegre mergulho em minha sensibilidade para sentir através do toque,  a Mãe Terra, Mãe Água...sentir a felicidade profunda na simplicidade de ser  eu mesma. Com minha cor, com meu cheiro, com meu espírito, tirando máscaras, voltando para mim mesma, acreditando em mim, um Ser Sagrado.
Agradeço o calor do Avô Fogo e ao Meu Avô Ar.
Obrigado ao Grande Espírito, a Grande Mãe, assim como ao Xamã  Saulo Martins pela sua perseverança, por acreditar em mim, por sua  paciência, sabedoria, compaixão. Por  sua guiança... belíssima guiança.
Heeeeyaaaaa
Brisa Alegre
21.02.2010

Criando este blog


Para este blog ser criado, eu ganhei a dedicação e o tempo  de  Pedro Kafe, meu filho.
Que com seu conhecimento e sabedoria me proporcionou esta imensa alegria.
Eu reverencio e agradeço a ele por seu amor, parceria e cumplicidade.
Obrigado Peu, por este presente de dia das MÃES! rs
Mãe Terra, Mãe Água, Deusa Mãe (Lua) todas agradecem a sua doação.
Heia!!   Que a proteção de todas elas estejam a iluminar o seu caminho, hoje e por toda eternidade.
Brisa Alegre
maio-2011

Mantra de Brisa Alegre à Mãe Água

Este mantra reverberou em minha alma após visitar pela primeira vez a Reserva de Sapiranga-Praia do Forte-BA em dezembro de 2010:
" Eu vim na beira do rio atender teus apelos. Eu vim na beira do rio atender teu chamado. Da cabeçeira do rio voce desce lânguida, doce e meiga Senhora. Se transforma em quedas fortes, vitoriosa.
Ê Mãe Água, ê Mãe Água.
Eu vim, eu vim... pela força do seu canto vibrando e mim"